segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Mãe de licença vive pro filho mesmo!

E é isso que tenho a dizer em minha defesa.

Não sei o que posso falar aqui, não é que perdi a vontade de falar da minha pequena, pelo contrário, poderia passar o dia todo falando dela, a semana toda!! Mas é que estamos tão grudadinhas, tão enamoradas que qualquer outra atividade me desanima. Vivo intensamente os dias e noites em que estamos grudadinhas. Entre uma mamadeira e outra, me pego com saudades dela quando está dormindo. Fico ansiosa por saber quais serão as novidades quando o sol nasce, por que com a Raquel é assim, cada dia uma novidade, um aprendizado diferente.

Me sinto tão abençoada, tudo parece tão certo que posso dizer que nasci pra isso. É meu papel principal na vida, ser mãe.

Estou voltando a trabalhar lentamente, o papai fica com a pequena, mas está tão tranquilo com ela que eu me sinto super tranquila também. E o melhor de tudo?! Quando chega em casa e vejo aquele sorrisão combinado com olhinhos espertos brilhando à minha procura ao ouvir minha voz. Céus, como amo essa pequena. Como pode tanto amor caber dentro de um só coração?!


O que era a minha vida sem ela? Não lembro, não era completo, não era eu, era uma casca com pouco recheio que agora está transbordando!

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Os sorrisos e um draminha

Ai gentem, estou total inlove por essa gordinha.

Ela está dando risadas desde semana passada, dia 28/09. Foi aos pouquinhos, sem eu saber se era sorriso de verdade mesmo ou eram os espasmos, mas aquilo foi se desenvolvendo e ela estava já olhando pra mim e dando aquela gargalhada gostosa sem som. É muito linda! Olha um video aí pra vcs verem que eu não estou exagerando hahaha.

Raquelzinha rindo linda!

Deixa eu contar meu drama do sábado passado.

Eu sou fotógrafa, vocês sabem. E tem uma festa no primeiro fim de semana de outubro que eu faço todo ano, é uma menina e esse era o quarto ano que iria fazer. Fui na GO e ela me liberou, disse que eu poderia ir trabalhar alegre e saltitante. Ok, então lá vamos nós, certo?! ERRADO! No sábado de manhã liguei pra empresa, a que eu presto serviço, e pedi que me substituíssem. Me deu um aperto no coração, deixar a pequena tão pequena assim pra ir trabalhar. Minha cirurgia doeu, fiquei com dor de cabeça, dormi pouco, foi um fusuê. Acho que tudo psicológico, já que não estava me sentindo bem em deixá-la assim. Eu achei que ia ser tudo ok, ia lá, fazia a festa e pronto, voltava pra casa linda e alegre pra minha pequena feliz. Só que as coisas não saíram como eu achava. Na sexta ela deu um show de chororô que só acalmou depois que eu dei o peito, que agora é mais pra consolo mesmo. Pense que isso ficou na minha cabeça a noite toda - E se ela ficasse assim comigo fora? Que mãe de merda sou eu pra deixar a minha recém-nascida na mão por causa de uns trocados? - Então mandei tudo pras cuncuias e fiquei em casa com minha bebezinha linda que ficou até bem calminha.

No final das contas tomei uma decisão: Estou de licença maternidade, então posso me dar ao luxo de me dedicar exclusivamente a minha pequena, tenho uns dois compromissos que preciso cumprir até o final do ano, uns ensaios externos, mas é coisa mais tranquila e menos formal, ela pode ir comigo, então vai ser de boa. O restante, que me espere até janeiro, beijomeliga!

E pra completar e ratificar a minha decisão, vi esse vídeo de um pediatra que me deixou ainda mais segura do que eu quero. Adorei!

Por hoje é só pessoal! Obrigada pelos elogios, ela tá linda mesmo rsrsrs

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Um amor com 30 dias

Algumas coisas aconteceram pela primeira vez aqui em casa.

. Raquel dormiu 5h seguidas em uma noite, amém irmãs!

. Eu saí pela primeira vez sem ela. Posso dizer que foi uma mistura de liberdade com cativeiro. Não sabia exatamente se estava me sentindo bem ou se estava muito preocupada. Liguei pelo menos 2x pra casa, fiquei menos de 3h fora, fui no supermercado. No final das contas ela nem acordou enquanto eu estava fora. Foi lindo.

. Raquel se acostumou a dormir balançando. Ferrou geral?! hahahaha Mas é tão lindo ela brigando com o sono e reclamando depois de estar com a barriga cheia e aquecida. Daí ela chora, bate o queixinho querendo um colinho pra dormir. E eu, como fico? Com dores nas costas mas cheia de amor pela minha pequena. A vovó também sofre junto comigo, mas não basta ser vó, tem que participar hahaha.

. A pequena se adaptou bem ao leite e está enamorada e cheia de dobrinhas. Ô época boa essa quando as dobrinhas são o supra sumo de uma menininha.

E dia 24/09 a pipoca fez um mês de vida. Confesso que foi um mês conturbado, acho que ainda estou traumatizada com os primeiros dias, mas também não consigo mais imaginar a vida sem essa pipoca linda da mãe. Os olhos dela estão cada vez mais claros, agora de cinza, estão azulados bem claros. Ela já acompanha com os olhos quando falamos com ela e já emite alguns sons, quando reclama e quando conversamos. É muito orgulho dessa mãe aqui.

Passamos 3 noites seguidas cuidando uma da outra, sem a vovó por perto. Me senti super cansada, mas foi muito bom. O papai ajudou muito, aliás, tenho que fazer um post sobre esse papai babão.

Às vezes ainda me pego pensando em como é possível um bebê tão lindo e pensando em como vai ser daqui pra frente, como vamos continuar dependentes uma da outra, como vamos ser cúmplices... Não vejo a hora.

Uma foto do mêsversário da pequena. Minha mãe fez um bolo pra comemorar.

primeiro mês!

minha cara gorda e a gordinha

A família feliz

Armengues para um sapato caber num pezinho.

Primeira ida à Igreja

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Volta à pediatra e algumas questões sobre o leite

Eu estava pensando em postar as fotos que fiz da Raquelzinha da mamãe, mas faço outro post depois e posto algumas. Hoje estou mais afins de conversar com vocês e abrir o coração (de novo) e deixar vocês à par dos nossos progressos, afinal vocês me deram muita força nos perregues que tenho passado, então nada mais justo...

Na verdade estou bem feliz hoje, bem mais animada!! Há momentos em que a Raquel mama no peito e isso a sustenta por até 2h!!! Tudo bem que sustenta ela dormindo, não muito longe de uma mamada de LA, mas oi, pra quem não conseguia manter a bebê dormindo nem por meia hora só com o peito, considero uma vitória.

O leite tem vindo, achei que o peito direito tinha secado completamente, mas não, ele tá aqui, guerreiro, doído, muito doído, e fabricando lindamente. Pouco, mas ainda fabricando. Ordenhei ontem com a bombinha manual da Lilo mas nem consegui 10ml, saía gotinhas dos dois, desencanei com essa histórioa de ordenha, não é pra mim, fazer o que?! Não tenho leite ou peito suficiente pra isso, então deixa que a pequena suga o que precisa.

Por falar em sugar, as mandingas que tenho feito pra ter leite devem estar dando mesmo certo. A concha tem enchido mais e a pequena, que estava acostumada a sugar com muita força pra sair leite, agora tem vezes que se engasga com o leite, por puxar muito forte. Será que isso é bom sinal?

Hoje fomos na pediatra por conta de ter aparecido umas pintinhas na Raquel e também estava preocupada por que ela está gofando algumas vezes depois da mamada e sempre com soluço, muito soluço depois que mama. A médica disse que está tudo bem com a pequena, cresceu 3cm (também, agora ela dooooorme!), engordou 620g, tudo isso em 15 dias. Nossa, foi lindo hoje. Estamos usando o Aptamil 1 que no começo fiquei na dúvida se tinha dado mesmo certo pra pipoca, mas agora ela parece estar se dando bem então, continuaremos. As bolinhas no rosto são por muito contato com roupa e talvez por muitos beijinhos que a pequena esteja ganhando. Bom, vamos noc controlar, não sei como, mas vamos hehehe.

Sobre o leite, é fato que estou um pouco mais tranquila. Algumas questões me estressam aqui em casa, algumas coisas que depois, quem sabe um dia, conto sobre, mas decidi ligar o (palavra feia que tem tudo a ver com o momento) e estou deixando de lado para me concentrar na minha pipoca e no nosso momento. Se o leite secar, acho que estou psicologicamente mais preparada, se ela largar (o que eu duvido que aconteça por um tempo), também estou mais preparada. Vamos ser práticos e deixar as neuroses para pessoas com tempo e que conseguem dormir uma noite inteira. Então decidi ocupar minha cabeça com trabalho, trabalho com a Raquel, trabalho em casa e meus clientes que estão me azucrinando por orçamentos e querendo saber quando eu volto das férias prolongadas.

Bom, acho que minha cabeça está melhor, só espero não ser uma melhora passageira.

Mas eu queria perguntar pras meninas que fizeram cesárea. Quanto tempo depois da cirurgia vocês começaram a cuidar da casa, fazer almoço e lavar roupas? É que eu meio que estou precisando assumir minha casa e o quanto antes eu fizer isso, melhor pra minha saúde mental hehehehe.

Beijos e obrigada mais uma vez. Próximo post com fotos da Raquelzinha, prometo!

domingo, 16 de setembro de 2012

Minha pequena tem mais de 20 dias!

E eu nem acredito que 23 dias já se passaram. Passaram rápido? DE JEITO NENHUM!!! Foram os mais longos dias da minha vida, eu nem tenho muita noção do que aconteceu em que dia, já que tudo fica meio misturado com as madrugadas, com os choros e os risinhos involuntários. Mas a cada dia que passa consigo identificar progressos e tranquilidade. Uma luzinha no fim do túnel?! Não chega a ser tão desesperador assim.

Hoje já consigo lidar com tudo, ou pelo menos quase tudo, com um pouco mais de calma e tranquilidade. Já consigo acalma-la quando está desesperada, até episódios de cólicas já enfrentei melhor do que mina mãe que se desesperou um pouquinho com o chororô desesperado da pequena. Eu, por incrível que pareça, me mantive firme e forte, derramei algumas poucas lágrimas depois que passou tudo e me senti bem confiante.

Dias melhores virão, tenho certeza, mas por hora, os que temos tidos estão sendo muito bons se comparados aos iniciais. Cada dia me apaixono mais pela pipoca e me pergunto se darei conta. Sei que darei, mas se não houvessem essas incertezas eu não seria mãe, certo?!

Drops da Raquel:

- A pipoca já acompanha as pessoas e as vozes com os olhos. Me encara quando dou de mamá e parece que sabe quem sou eu. Será?!

- Já se vira toda no berço. Sábado a coloquei de bruços dormindo e ela acordou, ficou quietinha brincando com as mãozinhas e se entretendo com o pescocinho durinho dela. Daí a minha sogra que estava babando a pequena enquanto eu fazia alguma outra coisa, ficou impressionada com ela saindo do lugar e dando um giro de 180 graus no berço. Menina precoce!!!

- Teve um episódio  violento de cólica sexta e eu morri do coração com o sofrimento dela. Achamos ser do leite que mudamos. Ela estava tomando Nan Pro1 e mudamos pro Aptamil 1, achando que melhoraria o intestino dela, mas não foi bem assim. Ela solta puns altíssimos e não conseguiu evacuar ainda. É provável que voltemos ao Nan.

- Dormiu, ou melhor, está dormindo sua primeira noite no berço. Claro que estou na sala, ligadona a todos os movimentos, insônia mode on, mas está sendo lindo vê-la toda mocinha no quartinho que preparei com tanto carinho.

Por enquanto é isso... Volto logo!
Beijos

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Raquel volta ao pediatra e...

E ela engordou!!!

Não, eu preciso documentar isso: A bebê é uma nova bebê!! Gente, não sabia que tinha como me apaixonar ainda mais por essa pequena. Parece que finalmente estamos nos entendendo.

Hoje fomos ao pediatra para ver como ela reagiu ao leite. Ontem ela fez um cocô estilo bomba super explosiva! Após a pesagem, vimos que engordou 200g em 4 dias, já até tem umas bochechas bem gostosas e todo aquele chororô que não deixava nem eu e nem ela dormir, acabou. Hoje ela chora mesmo só na hora do banho, por que precisa lavar a cabeça. Fora isso são resmungos baixos, um chorinho aqui e outro alí quando tá na hora de comer. Dorme 3h seguidas e já fica acordada sem chorar, olhando as mãozinhas, acompanhando a gente com os olhos, imitando a gente falar com a boca. Uma coisa fofa demais!

O leite foi introduzido e ela pegou muito bem, estamos começando a entrar numa rotina. Meu leite não sei como ficará, mas Raquel mama sempre antes do complemento e não largou o osso de jeito nenhum!! A enfermeira do posto disse que a minha falta de leite é emocional e eu concordo com ela, esses 15 dias foram muito complicados e muito estressantes, tanto por conta dos perrengues com a Raquel como com outras coisas que aconteceram por aqui, mas enfim... tudo já se passou e estou bem mais tranquila e se tudo der certo, logo ele volta com tudo. Mas se não der também, que a pequena fique com o consolinho com a mamãe e a nutrição com a mamadeira, fazer o que?!

Agora a questão é o leite. Ontem a Raquel fez um super cocô depois que começou a tomar o Nan, foi literalmente uma cagança superior! huahauahuahau Mas andei pesquisando e me parece o tal do Aptamil é muito bom. Será?! Alguém já testou por conta própria? Pergunto pro pediatra? Estou pensando em terminar essa lata de Nan pro1 e testar o Aptamil, alguém tem algo a declarar?

Vamo que vamo e força na peruca, tudo vai dar certo no final das contas.

domingo, 9 de setembro de 2012

Os 15 primeiros dias...

E a Raquel nasceu dia 24/08, com 50,5cm e 3,690kg. Toda inchadona, toda fofona, cheia de dobrinhas e com a guela abençoada!

Minha cesárea foi super tranquila, ela nasceu às 14:17, muito cabeluda. Minha recuperação está sendo linda! Quarta dia 12 já vou tirar os pontos e começar a ganhar o mundo! hahahaha

Então tudo está lindo no mundo de Alice, Silvio?

HAHAHAHAHA!

Tudo começou na segunda noite no hospital, onde eu e o marido ficamos sozinhos com a bebê mais fofa e tranquila do mundo. (HAHAHAHA!). Eis que nos trocaram de quarto para um muito pequeno com a desculpa de que o banheiro do outro havia quebrado. E não era somente o quarto pequeno seu Silvio, a cama era minúscula! E eu, operada, tendo que alimentar uma bebê esfomeada, não conseguia sentar com as pernas esticadas por que a cama era curta demais, minhas pernas não davam. Oi, eu só tenho 1,70cm de altura, imagina as mulheres gigantes que têm por aqui como que ficam?

Tem mais coisa? Tem sim sr. A bebezinha mais calma e fofa do Brasil se transformou numa devoradora de peitos doídos com calos de sangue e não dormiu a noite toda! E pra melhorar, tinha um ar condicionado desgraçado de barulhento que ressecou toda a bebê e fez com que ela passasse a noite acordada querendo mamar mas a respiração estava muito ruim. Eu achava que não tinha leite (colostro), já que ela não se contentava com nada e nem dormia, mas as enfermeiras iam lá e diziam que eu tinha muuuuito colostro. Ok, então explica pra ela isso.

Na manhã seguinte, a médica já havia me dito que ia me dar a alta, só faltava o pediatra vir. Céus, esse pediatra nunca chegava. Quando chegou, olhou ela, disse que estava perfeita e linda e podíamos ir. Todos comemora. Mas cadê que ninguém achava o papel da minha alta? Seu Silvio Santos, que inferno é esse que estou vivendo?

Chegamos em casa, fecha tudo e vamo dormir. Chega visita no final do dia. Oi, mãe acabada, filha dormindo e eu acordada pensando no tempo que estava perdendo hahaha.

Depois disso foi uma seqüência de acontecimentos nos últimos 10 dias que me fizeram chorar muito, me culpar muito e me resolver como mãe.

Raquel chorava inconsolavelmente quando saía do peito, voltava pro peito, dormia no peito, arrotava, chorava, voltava pro peito, dormia no peito, arrotava, chorava, voltava pro peito... Pense num flagelo humano. Essa era eu. O marido ficava desesperado tentando me acalmar, eu desesperada tentando acalmar ela e ela desesperada, tentando mamar. O leite desceu com 3 dias de nascida e tudo continuou do mesmo jeito.

Fomos fazer o teste do pezinho, tudo lindo, a bebê mais tranquila do mundo, dormiu a tarde toda, depois disso, chororô a noite/dia/noite toda... Tivemos que pedir pra minha mãe vir dormir aqui em casa, por que eu não estava conseguindo imaginar passar mais uma noite se quer sem ela aqui. Tava virando pânico. Tudo era cogitado. Refluxo? Dor de barriga? Gases? Pra completar, ela não evacua com freqüência, estava de 3 em 3 dias. Só podia ser isso, Seu Silvio, a menina tava trancada e precisando liberar o material coletado!!!

Então eis que quarta, dia 05/09 chegou. Tínhamos consulta com 2 pediatras. Um no posto de saúde, super recomendado, e outra particular, super recomendada tbm. No primeiro lá fomos nós. 5 minutos de atraso. Dona Raquel, não pode atrasar que pega o horário dos outros amiguinhos. Ok, desculpa seu pediatra. Amarelinha, tudo bem, mas já está passando, coloca ela no sol só de fraldinha, mãe, mesmo que esteja frio, coloca dentro de casa com a janela aberta. Choro inconsolável, não se acalma, não dorme (nem eu) e olheiras numa bebê, o que pode ser doutô?

Vamos pesar. Dá de mamá. Mas o que é isso? Cadê teu leite, mãe?

Como assim cadê meu leite? Tá aqui, não tá vendo? Tem até um pouco na concha.

Ela perdeu peso ao invés de ganhar, teu peito tá murcho em comparação ao que deveria estar. Você não tem leite suficiente pra demanda dela. Esse é o problema, FOME!

Como assim não tenho leite, seu Silvio Santos? Me diz como que uma mulher não tem leite??? E as campanhas de amamentação dizendo que toda mulher tem leite, que é um dever alimentar seu filho e blablabla? Médico passa remedinho pra mãe produzir mais leite e diz que se bater o desespero, dar LA pra pequena e volta aqui segunda pra avaliarmos. Dona Raquel deve 300g para o médico até segunda.

O que????? Dar  leite artificial pra MINHA filha? NUNCA! Sai desse corpo que não te pertence leite do mal. Fomos na farmácia comprar uma chuquinha e uma bombinha. Eu ia ordenhar e dar o tal complemento com meu próprio leite pra minha filha, ia mostrar a esse pediatra quem não tinha leite aqui.

À noite fomos na outra pedi. A mesma história. Mas o que é isso? Complô dos pediatras de Florianópolis contra mim? Vou ordenhar quando chegar em casa e vocês vão ver o que é bom pra tosse.

Doce ilusão. Chegando em casa, bombinha nos peitos e.... uma, duas, três gotinhas de  cada peito. Foi isso o que eu consegui tirar dos meus seios cheios de leite e na hora eu liguei pro marido e pedi pra comprar o leite do mal, minha filha estava mesmo passando fome!!!

Fui no inferno e voltei várias vezes. Lutei contra todos os meus instintos e ideias formadas, odiei a todas as minhas amigas que não me informaram sobre esse tempo terrível de adaptação, me odiei por não ter leite, por não ter percebido que minha bebê não dormia pq estava com fome, por não ter feito nada antes... E nessa noite Raquel dormiu 3h seguidas depois de quase 2 semanas sem dormir direito.

Hoje estamos alternando entre leite materno e LA, ainda tomo o remédio, mas tem momentos em que ela luta com o peito, tentando tirar alguma coisa de lá, mas nada sai. Não choro mais por causa disso, as lágrimas secaram junto com a esperança de só alimenta-la com LM por hora, mas a esperança de que coloca-la no peito, mesmo quando não tiver muita coisa, vai ajudar a consola-la, a estreitar nossos laços e a ajuda-la a ficar forte e quem sabe, estimular o suficiente para que eu tenha leite para continuarmos assim por um bom tempo existe. Vamos ver como vai ser.

Mas por hora, só tenho a agradecer que existe outros meios de alimenta-la. Ela hoje é um bebê diferente do que era há 4 dias atrás, ela dorme, ela está mais calma e chora mais baixo e dorme, já disse isso, né?! ela dorme! Só não está fazendo cocô ainda, mas vamos no pediatra amanhã ver isso. Mesmo com toda água de ameixa que eu tenho tomado, ela anda presa. Vamos ver no que vai dar.

Bom, não quis fazer um relato de parto, não tenho muito o que contar, foi uma cesárea e pronto, mas esses 15 dias... mães despreparadas do meu Brasil, aconteceu comigo, pode acontecer com vc ou não, mas se prepare para um período de adaptação que é problemático. Cada um com o seu, mas ao mesmo tempo, é lindo! Sinto saudades dela quando está dormindo, é loucura?

Não, é amor demais!!

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Dos preparativos e da espera e da Ultrason e da consulta e...

Quanta coisa que eu tenho pra contar... Acho que nunca atualizei o blog com tanta frequencia rsrsrs.

Pois bem, Raquelzinha só tem de inha o apelido, segunda 20/08 fizemos o ultimo ultrason e a danada tá com 52cm e 3,600kg. Será que é grande a minha pequena?! Foi feito o o teste cardiológico também, junto com a monitoração das contrações. Das contrações posso dizer que as desgraçadas não aparecem quando se precisa delas, filha da mãe, me deixou falando sozinha, passei por mentirosa, nadica de nada! A pipoca em compensação... Quando colocaram aquele aparelhinho pra monitorar os batimentos cardíacos dela, a pequena deu show de movimentos, as meninas do nado sincronizado teriam morrido de inveja, benhê!! Foi um show à parte. Não sei se ela estava nervosa, incomodada, animada em ouvir o tumtumtum do próprio coração, mas foi uma coisa linda de se ver, abstraindo o fato de ela meter os pés na costela da mamãe aqui sem dó nem piedade, mas eu babava sem nem me importar com a dor.

Depois fomos para a parte de ver a pequena gigante. O médico era um com o qual nunca havíamos consultado e ficou tentando ver o rostinho dela de uma forma nada delicada. Ele batia, mesmo! Batia na minha barriga, pedindo pra ela tirar a mão do rosto. GROSSO! O marido ficou dizendo que tudo bem, sexta a gente já iria ver, não tinha problema. Desgranido. Saímos de lá indignados com o médico doido, mas cheios de baba com a pequena toda cheia de personalidade sem tirar a mãozinha da frente do rosto pra não dar ousadia ao médico tosco.

Na terça foi o dia dos ajustes finais. O marido e o sogro colocaram a prateleira e os prendedores da cortina, depois o cunhado substituiu o pai para montar o berço, minha mãe terminou o protetor de berço, o forro da almofada de amamentação e lavamos as roupas de cama , vestidos, luvinhas, etc... que chegaram na segunda direto de Salvador. Foi uma maravilha de ver as coisas tomando forma e cor.

Hoje fomos à GO novamente e finalmente. Primeira consulta do dia, médica só 20 min atrasada, nada de engordar, pressão baixa, tudo ok. Pipoca mexendo bem e mais encaixada. Tudo confirmado, dia 24/08, às 14h a minha pequena estará vindo ao mundo.

Estou muito bem com as decisões que tomei e bem confiante de que tudo está sendo feito da melhor maneira para mim e para Raquel. Obrigada pelas palavras e incentivos que me deixaram aqui quanto às  minhas dúvidas sobre o parto. Como falaram anteriormente, precisava tomar uma decisão, confiava na minha médica ou partia pra outra. Decidi ficar e confiar e estou muito feliz com as decisões que tomei junto com meu marido. Posso me arrepender um dia, mas no momento é o melhor que se passa com nós duas, com nós três, com nossa família.

Hoje saí com o marido para almoçarmos fora, um dia só para nós dois, sem ninguém mais. Foi muito gostoso, apesar de nesse momento estar morrendo de dores nos pés, pernas e costas, mas quem se importa? Conversamos bastante, a nossa vida está prestes a dar uma reviravolta louca e é incrível como estamos ansiosos e completamente animados para isso!

Quando chegamos em casa... a casa estava um brinco, com cheirinho de limpeza e tudo! Nossas mães se juntaram e fizeram uma super faxina em tudo, passaram as roupas que faltavam e organizaram o que faltava. Foi emocionante!!! Quando entrei no quarto da pequena deu até uma emoção. Coloquei os passarinhos na prateleira, dei os últimos retoques no que faltava e tirando o lençol do berço que não colocamos para não pegar poeira e a cortina que vou colar os passarinhos amanhã,  tudo estava exatamente em seu lugar, como deveria ser, faltando apenas um bebezinho lindo que chega domingo em casa, se tudo der certo. E vai dar.

Contagem regressiva, de verdade. Certeza que volto aqui ainda. Beijos

Na casa de amigos com 36 semanas

Com a Dra. Lilian das Ultras

37 semanas.. será que o espelho tava sujo?

Durante o exame de monitoramento cardíaco - 38 semanas

Papai e titio armando o "Bercinho" que tomou todo o espaço do quarto rs

Alguém viu uma melancia do tamanho família? 38 semanas e 3 dias

Ok, cara de acabada, mas hoje eu estou ainda pior! hahahaha

sábado, 18 de agosto de 2012

38 semanas

Vou contar pra vocês, que coisa mais mágica é essa de se ter um bebezinho dentro da barriga que reage aos seus sentimentos, à sua voz, aos seus sons, à música, ao stress... É realmente mágico e a cada dia eu fica cada vez mais apaixonada pela pequena que só me faz mais feliz e mais completa.

O marido está tão ansioso quanto eu, mas as avós, nossa, essas estão bem mais. Eu acho... rsrsrs

Minha mãe chegou, como eu já comentei aqui e está sendo ótimo tê-la por perto, estou bem mais segura e bem mais tranquila. Ela fez uma almofada de amamentação pra mim, que vou contar pra vcs, que maravilha!!! Está terminando o protetor do berço e ontem fiz uns absorvente para seio de tecido de fralda revestidos de flanela, ficaram bem legais...

Hoje amanheci inchada, mas muito inchada e dolorida. Onde está inchado dói bastante e parece que estou sendo atacada por formiguinhas, sei lá. É estranho. Minha mãe diz ser a Raquel que não vai aguentar até sexta, será?! Se eu fico um pouco sentada, já sinto tudo formigar e doer, tá brabo. Estou bebendo bastante água, o clima aqui não está quente, não entendo como fiquei assim de um dia pro outro. Ontem a noite, na verdade, eu já estava assim, meio inchada, meio doída, principalmente nos pés. Hoje são os tornozelos, os punhos e principalmente o lado direito. Bom, ossos do ofício, certo?!

A Raquel continua mexendo bastante e isso também dói bastante, mas ela parece estar muito bem. O que sinto muito é ela fazer uma pressão na região pélvica, parecendo que quer encaixar mas não consegue, sabe?! Acho que isso que está acontecendo, ela tenta, tenta, me empurra nas costelas, parecendo buscar apoio, mas não consegue encaixar, tadinha. Dá uma pena. Segunda, chega logo pra eu saber como está minha pequena.

Mas fora esses inchaços, estou ótima e muito animada! Uma semana de alegria!

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

A consulta e a data!

Eis que hoje foi um dia emocionante!!

Vamos do começo.

A noite toda foi um terror, a madrugada não poderia ter sido menos movimentada. Raquel não me deixou dormir a noite toda, pra não dizer que não dormi, devo ter tido cochilos de 1h ou 2h na madrugada toda. Eu estava ansiosa para a consulta de hoje e acho que ela sentiu toda a minha adrenalina. Eu só ficava pensando no que sairia dessa consulta, no que deveria perguntar, na quantidade de tempo que ainda teria para providenciar o que faltava... Enfim, minha cabe;ca estava um turbilhão. Quando consegui dormir era hora de acordar e lá fomos nós para a consulta. Eu, minha mãe e a sogrona.

Chá de cadeira, a médica sempre atrasa por causa das rondas que ela faz nos hospitais antes de ir ao consultório. Chamada pelo nome e lá vamos nós. Total de peso ganho na gravidez? 16kg!!! Santa mãe, onde eu vou parara assim? Tenho um casamento para ser madrinha em novembro, alguém avisa a essa sereia (metade mulher, metade baleia) que se instalou no meu corpo que ela PRECISA sair, desencarnar, sumir! Mas enfim... vamos escutar a pequena... hummm, tudo muito bem, está dormindo. Haaaaaaa safadinha, agora tu dorme, né?! A médica fez um teste de estress nela segurando a cabeça da pequena pela minha pelve e balançou pra saber como ela estava. O coração respondeu muito bem. A cabeça está na posição, mas quem disse que encaixou?! Nadica de nada! Super soltinha da silva essa menina danada.

Então veio a notícia: Rapha, vamos marcar pra sexta que vem, mas antes vamos fazer uma ultima ultrason pra saber como ela está, ela precisa descer mais, encaixar mais. Ai minha nossa, sério, sexta que vem?! Mas já?! Ai minha nossa!!!

E pronto, segunda faço a ultra com um médico que nunca vi na vida, mas era o único disponível. Quarta volto na médica pra retorno e sexta me interno e às 14h terei minha pimpolha nos braços, dá pra imaginar e entender isso?! Muita emoção!! Mas tudo vai depender do exame de segunda, vamos ver.

Mudando de assunto, mas tão emocionante quanto: Minha mãe está aqui e estou me sentindo bem mais segura sobre tudo. Ai que bom que ela vai estar aqui pra me ajudar e me apoiar. E pra melhorar... o carrinho chegou!! Estou totaly inlove por ele. Lindo, leve e solto, uma graça.

Passei o dia batendo perna na rua com a mãe e a irmã mais nova, a que mora aqui, compramos tudo o que faltava e mais tecidos para vestidos e fofuras pra Raquel. Hoje o dia está uma verdadeira festa!

Meninas, obrigada pelo carinho. Meeesmo!

Uma pergunta: Vocês ouviram falar sobre uma tal de tintura de algodoeiro? É um troço natural que estimula a produção de leite e a médica disse que eu poderia tomar que mal não ia fazer. O que vocês acham? Tô apelando pra tudo hehehe.

terça-feira, 14 de agosto de 2012

37 Semanas

E a contagem regressiva continua...

Semana passada, na quinta, dia 09/08 tive um baita de um susto, achei que a Raquel estava vindo. Muita cólica o dia todo que só foi parar lá pras 3:30 da manhã, quando consegui dormir finalmente. Tentei falar com a GO mas nada, mandei mensagem e tal, mas ela só me respondeu já eram 00:25!! Pediu para eu tomar buscopan de 6 em 6hs e se piorasse, me mandasse pra maternidade.

Foi brabo, mas até que fiquei tranquila. As malas estão prontas, a minha e a da pipoca. Amanhã tenho consulta com a GO e acho que a barriga está tão baixa que capaz de sairmos de lá já com data programada.

Estou inchando durante o dia, a temperatura não tem ajudado muito, está um pouco quente por aqui, mas nada demais. Os inchaços ficam só nos pés e nas mãos, ainda bem!

A barriga está enooooorme!! Caminhar está bem difícil, me sinto uma pata choca huahauahuahau, o Jef diz que eu estou mais sofrendo do que me divertindo nesses últimos dias. Não que eu concorde 100% com ele, mas essa brincadeirinha não está mais tão legal como era antes rsrsrs. Sinto que ela também já está de saco cheio, tadinha, não tem nem espaço pra se mexer. É engraçado ver ela tentando se esticar, só não é engraçada a dor que sinto com a pele parecendo querer rasgar, mas abstraiamos.

Comprei o carrinho!!! Finalmente. Confesso que foi um parto só tentar achar um carrinho com um bom preço, de alumínio, leve, resistente e que viesse já com o bebê conforto. Queria nada eu, né?! hahahaha
Mas não é que conseguimos?! Mais ou menos. Ainda acho ele um pouco grande, mas gostei do resultado. Compramos esse da Burigotto. Estávamos entre esse e um da Lenox que eu estava apaixonada, mas não tinha uma cor neutra, então ficamos com esse que é quase o mesmo peso do outro todo em alumínio. E eu pesquisei muito, pedi muita opinião, então acho que fizemos a melhor escolha para o nosso bolso ou o dos meus pais, que vão pagar o carrinho e para a nossa comodidade e necessidade.



Fora isso, agora só falta montar o berço, mas para isso acontecer os armários da cozinha precisam chegar. Tudo está comprado, mas não estão aqui os armários ainda, mas sabe que estou tranquila quanto a isso?! Tudo vai dar tempo, estou sentindo rsrsrs.

Decidimos o nome da pequena também, estávamos num empasse de sobrenomes e chegamos num veredito final. Raquel já tem sobrenome, só esperando ela nascer pra ser registrada pelo papai.

Hoje minha mãe chega de viagem e eu não vejo a hora. Tem tanta coisa pra ela fazer, ou melhor, pra ela me ajudar a fazer hehehe. Mais coisas de costura e acertos finais, sabe?! Nada demais que comprometa a chegada da pimpolha, mas já vai aliviar minhas expectativas.

Acho que é isso... estou atualizando pouco por que fico providenciando o que falta e acabo me esquecendo de fazer isso. Outra coisa que tem ocupado muito meu tempo são pesquisas sobre amamentação. Meus seios começaram a inchar agora. Estou esperançosa de que terei leite e que tudo vai dar certo. Vamos ver... pensamento positivo, certo?!

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Dia de celebridade

Pessoal,
Hoje eu fui celebridade no blog da Bruna, o Gente Miúda.

Falei lá sobre o chá da Raquel e tem fotos. Quem quiser dar uma passadinha por lá e conferir, segue o link.
Gente Miúda

Logo venho com notícias nossas mais atuais.
Beijinhos

domingo, 5 de agosto de 2012

Um fim de semana do barulho!

Gentem!!!
Vou contar pra vocês que eu achei que desse fim de semana não passava.

Sexta à noite, perto de umas 22h, meu marido estava se preparando para uma rápida viagem até Curitiba e eu estava me preparando para ficar em casa com pipoca, filminho acompanhada da minha irmã mais nova. Fui no quarto pra fazer nem sei mais o quê e aquilo me pega de uma maneira inexplicável!!! Uma dor, mas uma dor!! Uma dor na barriga, no meio da barrigo, perto do umbigo, dos dois lados, no músculo, sei lá onde!! Aquilo fazia uma pressão... (já não bastasse a dor, tinha uma pressão desgraçada que parecia que a terra ia se abrir num buraco d eme puxar pra baixo junto)

A dor fazia eu ficar sem ar, eu sentia que a Raquel estava descendo, eu ficava nervosa, minha irmã estava junto e me dizia que eu estava vermelha. Céus, filme de terror!

Mas passou... ou quase passou, por que no sábado senti novamente, mas em escala mil vezes menor. Li a respeito, procurei por sinais de parto, nada... mas pra garantir, na sexta a noite mesmo, rapidinho fiz a mala dela e deixei pronta. Vai que, né?!

Sábado de manhã acordei melhor e fui fotografar um casal. Você vai me chamar de louca? Não precisa, meu marido já o fez hehehehe.

O resto do fim de semana foi tranquilo, quando o marido chegou no sábado a noite, uma reação emocionante mostrou o quanto a pequena vai ser puxa do pai. Foi só ele chegar e conversar com ela que a barriga parecia que ia explodir de tão deformada que ficava. Ela se esticava de uma lado, encolhia do outro, parecia estar pulando de alegria!! Como pode?! Emocionante demais.

Nossa pequena está cada vez mais presente, mais interativa... quase um aplicativo! rsrsrs (que sacrilégio)

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

E agosto chegou...

Nossa, tanta coisa aconteceu em julho que nem sei por onde começar. Vejamos:

Barrigão de 32 semanas


Primeiro: O Chá de Fraldas!!!

Foi lindo! Adorei tudo e as pessoas que estiveram lá fizeram toda a diferença. Adorei mesmo. Foi uma semana torturante por que fiz as coisas da decoração sozinha, contando com a ajuda da minha irmã apenas, que aliás... Super-tia ativar! Essa está sendo uma mão na roda pra me ajudar enquanto minha mãe não chega. Muitas pessoas não puderam ir, mas olha, ficou cheio o lugar, foi ótimo e ganhamos muuuuuitas fraldas e ainda uns presentinhos. No final das contas devo ter ganhado umas 1.500 fraldas. Foi muito bom rever amigas que não via tinha um bom tempinho e estar com pessoas que me fazem sentir querida. Adorei!!
Fotos? Ooooow yes! Temos sim sr!
Só acessar esse link aqui ó: Chá da Raquel que tem as melhores fotos tiradas pelo meu sócio e primo, Andrei Cavalheiro.

Segundo: A demissão.

É isso mesmo. A demissão.
Bom, quem me conhece sabe que meus planos era ficar no trabalho até acabar minha licença maternidade e minha estabilidade. Ia pedir demissão por N motivos, mas nenhum deles era por causa das pessoas do trabalho ou por causa dos meus chefes. Eles são pessoas muito humanas e adorei ter esse convívio e aprendizado lá. Mas era uma questão de adaptação e prioridades. Eu quero estar em casa para a Raquel, quero cuidar dela e estar presente quando seu primeiro passinho for dado, quando a primeira palavra for falada ou mesmo quando ela fizer uma birrinha básica. Eu QUERO estar lá. Esse era o plano. um belo dia, meus chefes me chamam para conversar e nessa conversa revelam que eu terei meus direitos, mas quando eu voltar da licença eu não terei mais meu emprego. Segundo eles, o departamento do qual sou a única funcionária, seria fechado, eles estariam se mudando para uma sala menor e cortando custos e não sei se já mencionei aqui, mas o meu cargo lá estava realmente defasado. Só não pedi demissão antes por causa da gravidez, esse emprego veio a calhar no momento certo. No final das contas, demos as mãos e sorrimos. Eles fizeram a melhor coisa que poderiam fazer: Me garantiram que eu teria direito à minha licença calmamente e que não precisaria me preocupar com pedir demissão, vou ter a grana do FGTS que ajudar e muito em tudo! Final da novela? Acordamos que ficaria até o final do mês ajudando com algumas coisas para a mudança e tiraria a licença dia 01 de agosto. Todos comemoram!

Terceiro: O atestado!

Pois bem, não sei se foi ansiedade, cansaço ou sei lá o que, mas eis que eu simplesmente paro de dormir. Pois é, parou mesmo. Insônia level hard se instalou em mim e junto com ela um stess desagradável que só me fazia chorar e chorar e me descabelar e chorar. Fui na consulta de 15 dias com a GO, que foi muito boa por sinal e tanram! Eis que começo a chorar na frente dela falando de como eu estou sem dormir e como isso está me afetando e se vocês tivessem me visto, céus, eu estava com pena de mim mesmo!!! Minha cara era de acabada e meu humor... bom, nem comentemos.
Resultado: Atestado de 15 dias e um remedinho fitoterápico a base de maracujá para dormir à noite. Ela me pediu para tomar 2 comprimidos à noite e um pela manhã, mas nunca tive coragem de tomar os 2 à noite, sempre apenas 1. Pense num santo remédio?! Não sei se foi o remédio mesmo ou o fato de eu ter parado de trabalhar, mas olha, que maravilha!! Minha vida é um mar de rosas agora, nem me importo que as coisas não estão prontas ainda rsrsrsrs.

Quarto: O descanso.

Santo descanso. Só isso tenho a dizer. A barriga está cada vez maior, minha disposição cada vez menor. Umas cólicas no pé da barriga insistem em me lembrar o quanto é caro as minhas estripulias de andar no centro para terminar de comprar o que falta e no final das contas, tudo está bem.

Quinto: O ultimo Ultrason...

E na ultima segunda, dia 30/07, fiz a ultima ultrason. ultima vez que vou ver a Raquel na barriga, agora só pessoalmente. E querem ouvir?! A pipoca está toda amassada já dentro da mamãe. Medindo 48cm e pesando 3kg com apenas 35 semanas, a dona Raquel é um bebê comprido e gorducho. Todos se apaixonam! Só em saber o quanto ela está bem, o quanto ela está fofa com sua mãozinha no rosto como sempre. O nariz igualzinho ao meu, uma bocona linda, movimentos super fortes na minha barriga. Nossa, tudo é lindo e cada dia mais eu estou apaixonada. Agora o que era tranquilidade virou ansiedade e até o papai, que sempre é muito contido, diz nem querer pensar muito porque quando faz isso, quer que a pequena esteja aqui logo. Ai quanto amor, ai quanta alegria. Às vezes nem sei se é sonho, se é realidade. Mas esse mês vai passar devagar, ou não... Só sei que ele vai me trazer um presente lindo, o mais precioso de todos e eu não vejo a hora!!!

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Consulta decisiva

E semana passada tivemos nossa consulta decisiva.

Fomos, eu e a sogra, na dra. Fada madrinha mostrar o ultrason da pipoca e eu fui decidida a colocar ela na parede, saber qual que é a dela, ora essa. Sou uma grávida muito da barriguda com uma bebê grandona que merece respeito. Se não por mim, por ela pelo menos!!

Pois bem. Conversa vai, como você está? E a gripe, melhorou? Vamos ver esse ultrason e... NOSSAAAA, que bebêzão!!! Vai a 4kg essa menina! Mas como é linda, parabéns, sua fluxo está ótimo!

Eu, toda orgulhosa da bebêzona que carrego, abro um sorriso na hora, mas me vem uma pergunta crucial: E agora dra? Ainda dá pra escolher parto normal? Acha que ela fica pra Setembro mesmo?

Bom, a médica diz que como tudo está indo muito bem na gravidez, a hidro está ajudando bastante, ela deve ir até setembro sim, não tem por que vir antes, mas o parto normal não vai ser possível, ela é muito grande e quando ela estiver encaixadinha ou minha bolsa romper, vamos para a cesárea.

Devo confessar que de uma certa forma me sentir aliviada e ao mesmo tempo triste. Queria passar por aquela coisa de esperar, esperar, sentir as dores, sentir que ela está pronta. Mas ao mesmo tempo estava com medo. Bom, estou juntando uma lista de perguntas para a próxima consulta que será de 15 dias e vou perguntar a ela sobre o tal plano de parto, algumas coisas que tenho dúvida sobre cesárea e principalmente do que acontece depois que ela sair da barriga. Queria que ela ficasse comigo enquanto me suturavam e na recuperação, quero saber se será possível.  Nossa, é tanta coisa na minha cabeça agora que  dormir está ainda mais difícil do que estava antes.

E tem a ansiedade para o chá de fraldas, né?! Estou fazendo tudo com muito carinho, 70 pessoas já confirmaram presença, algumas não poderão ir, mas tudo bem, sempre será assim, né?! Mas estou ansiosa. MUITO!

Amanhã nem venho trabalhar para terminar de preparar as coisas. Depois posto fotos aqui.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

O famoso pacote GLAMOUR da gravidez

Imagem daqui

Sempre escuto falar sobre o tal pacote glamour da gravidez e me identifico em muito! É realmente lindo e mágico estar grávida, estou amando cada dorzinha (nem tanto, vai), cada centímetro da barrigona, cada mudança no meu corpo, tudo é mágico, tudo é novo. Sentir a pequena mexer é lindo, identificar os momentos em que ela está mais agitada e perceber quando ela se acalma com uma musiquinha ou simplesmente com o som da minha voz, isso não tem preço, com certeza. Mas vamos combinar que toda esse estado de graça vem acompanhado com seus momento nada glamourosos.


Vamos começar?


O que falar do começo da gravidez? Lembrando que estou falando do MEU pacote glamour, cada gravidez é diferente e cada uma sofre - ou não - com suas mazelas. O meu início de gravidez foi um terror! Eu me sentia doente, não grávida. Uma bolinha crescendo na barriga que não definia se você estava grávida ou gorda, as roupas se perdendo uma a uma, a barriga não era grande o suficiente para comprar roupa de gestante, mas também não era pequena o suficiente para caber nas suas roupas normais. Tanto vômito, tanto vômito! De onde vinha aquilo tudo? Nem água parava! E as pessoas dizendo: Calma, vai passar... Mas você só pensava: Eu vou morrer, eu vou morrer!


Mas passou o primeiro trimestre... E com ele os enjoos. Na verdade o meu passou só depois da 16ª semana, mas tudo bem, eu estava me sentindo relativamente ótima. COMIDAAAAA!!! Você parece uma esfomeada que estava em um programa de sobrevivência nos últimos 4 meses. E sim, você devora tudo na sua frente. Então acontece a consulta na GO, aquela do mês, sabe?! Pra ver se está tudo nos conformes, coraçãozinho do bebê, crescimento da barriga e... se pesar! O quê???? WTF??? 5 QUILOS em UM mês? Não não, me pesa de novo!! Isso tá errado! Mas era isso ae, sua gorda!


Daí você tem que se decidir. Entra em abstinência dos doces, pães e afins ou abraça o capeta. Bom, eu fiquei no meio termo. Decidi que se eu penei tanto pra engravidar, penei mais um tanto no começo da gravidez, então não era certo eu me privar de coisas que eu tinha vontade de comer, mas também não ia chutar o pau da barraca como tinha feito antes.


Isso passa, mas você ainda fica com aquela dor no coração, aquela pulga atrás da orelha, e quando se olha no espelho não vê a grávida poderosa e maravilhosa que você sempre pensou que veria quando engravidasse, você vê uma porquinha, gordinha, redondinha, tudo no diminutivo e bem fofinho, por que é trágico, mas é lindo.


E a barriga cresce! E cresce! E as pessoas perguntam se não é dois e até você vai pro ultrason aguardando o momento em que vai ouvir um ôooops... da médica. Mas não, um bebê, que já é teu orgulho e você se apaixona cada vez mais e quando chega em casa vê o vídeo novamente e chora por que na hora lá na clínica você estava preocupada demais em saber se tudo estava bem para pensar na emoção. E chora de novo se achando uma insensível por que não chorou na hora e chora por que suas costas doem e chora por que o marido não está te ouvido chorar e por isso ele é um ogro e não te dá atenção e chora... Céus, de ontem sai tanta lágrima? Canal lacrimal vira um rio lacrimal.


E o que falar dos exames? Furada todo mês, plano de saúde vindo cada vez mais alto para aquelas que têm co-participação, ops, tem um exame que não estava no script, isso mesmo querida, abaixa a calça e sobe na maca. Céus!! Faz tempo que eu não consigo ver como andam as coisas lá embaixo!!! Tudo um verdadeiro glamour!


Haaaaaaaaaaa.. não podemos esquecer das vezes em que seu coração acelera e seu tímpano parece que vai explodir, mas é normal.. coisa da gravidez. Xixi? Não faça esforço nem para tossir, ou espirrar ou mesmo dar uma risada mais animada! Isso mesmo, ele pode escapaaar!! Ninguém nunca te disse isso? Fique sabendo agora.


A sua paciência aumenta, ou não, depende do momento e o objeto de atenção. Você desenvolve novos dotes e esquece os antigos. Fica mais lenta, beeem mais lenta. Por recomendações médicas, mas também por competência, ou a falta dela...


Mas então você senta na sua mesa no trabalho e vai escrever esse post e sente aqueles remelexos, aqueles soquinhos lindos e aquelas ondas gostosas, você deita na cama à noite e conversa com sua pequena dizendo que é hora de dormir e não fazer bagunça, você chega em casa e vê como ela fica alvoroçada quando escuta a voz do papai e nem lembra mais de quão cansada, quão gorda e quão pesada se sente. Você senta no sofá e vai conversar com ela e a vê respondendo e se pergunta como poderia pensar em outra coisa? Esse sim é o verdadeiro pacote glamour da gravidez, todas as sensações e emoções sentidas, todas as paranoias adquiridas, todos os medos e incertezas da chegada de uma pessoa que dependerá somente de você para tudo, que vai v irar sua cabeça de ponta cabeça e mesmo assim, você não vê a hora.


É muito amor, é muito glamour!

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Mudar ou não mudar? Eis a questão!

Meninas, muito obrigada pela ajuda. Por hora eu vou ficar com minha médica, vou ter consulta quarta que vem e já estou escrevendo uma lista de perguntas pertinentes e que se ela me apressar, vou subir naquela mesa! HAUhauahuhaUhau Já viu, né?! Acho que meus hormônios estão um pouquinho, só um pouquinho, à flor da pele. hehehehe. Mas tudo o que foi dito é muito digno e foi tudo analisado. Não nego que estou em busca de um novo médico, mas estou com ela ainda, oficialmente falando. Vamos ver no que vai dar depois da próxima consulta.

Mas deeeeixa eu contar pra vocês.

Quando a pequena fez greve de mexidas há umas semana atrás, eu corri para o posto de saúde que é do lado da minha casa pra pedir penico pra uma enfermeira que eu adooooro que trabalha lá. Ela é super competente e humana, assim como o médico que tem lá responsável pelo posto. Se ele fosse GO, certeza que ia subornar ele pra fazer meu parto huahauahua. Mas então, com o desespero e depois o alívio de ver que estava tudo bem com a Raquelzinha, a enfermeira me pegou pelo sentimental e marcou consulta pré-natal pra mim lá. Ok, não vai fazer mal pegar outra opinião. E lá fui eu feliz e satisfeita.

Foi essa consulta que me deixou ainda mais em dúvida com a minha médica atual, por que eu me senti mais segura e mais acolhida com a enfermeira fazendo meu pré-natal do que com ela. Saí de  lá nas nuvens com o atendimento. A enfermeira me acompanhou em 2009 junto com o médico lá do posto, na época não tinha plano de saúde, época em que sofri o aborto espontâneo. Foram meu apoio e me ajudaram muito. Ligação emocional mode on com os dois, né?!

Então, voltando aos dias de hoje. Eis que a Daimée (a enfermeira), me passa "alguns" exames de final de gestação, da 30ª semana. "É bom que você já leva pra tua médica", diz ela. Ok então. Economizar, já que meu plano é com co-participação, não fará mal pro bolso de ninguém. E lá fui eu fazer os exames.

Pra encurtar? Fui super bem atendida no laboratório e na policlínica, mas oe, furada 3 vezes, vidrinho sem vácuo pra tirar sangue do meu pobre braço gordo, recolher secreção vaginal sem me avisar antes e nem dar tempo de dar um trato nos países baixos que eu não consigo ver já tem algum tempo... Mas tudo bem, entre mortos e feridos, tudo deu certo e estou com exames nas mãos, acho que só vou mostrar pra médica depois que ela me pedir, pra ver se o que ela está me pedindo convém com o que fiz. Será, será?! rsrsrs

Beijos e mais uma vez obrigada pela ajuda, vcs são demais!

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Um tristeza e uma preocupação - Help, please!!!!

Meninas, estou triste e preocupada.
Sabe a minha GO? Aquela que eu chamo de fada madrinha e a qual eu serei grata eternamente? Pois bem, ela é uma ótima profissional, muito competente e competida, mas tenho percebido que essa competição dela não tem me agradado muito. Pior, tenho admitido para mim mesma de que preciso de atenção. Vou explicar.

Falei aqui que a gripe tinha me pegado de jeito semana passada, né?! Pois bem, ainda estou com resquícios, mas nem se compara. No auge da gripe, quando senti dores no corpo, na cabeça, congestão e muito incômodo até para viver, eis que ligo para minha médica, afinal, pow, é minha médica e notem até que cargas d'água eu tive que chegar para ligar pra ela.

Liguei, ela não atendeu, mandei uma mensagem explicando como estava (morrendo) e eis que ela me responde, com uma mensagem para tomar dipirona de 6 em 6h e só. Fim, nem mais um comentáriozinho. Mandei outra mensagem dizendo que tinha tomado paracetamol e perguntando se esperava as 6hs para tomar o tal do dipirona e se podia tomar chá de limão, alho e mel. Ela respondeu? NADA! Será que ela recebeu a mensagem? Prefiro pensar que não. Mas ainda assim, pow, ela nem pra ligar, nada nada.

Daí, eu conversando com o marido me veio as seguintes considerações:

- Ela nunca fala sobre parto, nem preparação de seio, coisas que uma mão de primeira viagem gostaria de saber.

- Ela  só responde ao que eu pergunto, mas muito rapidinho.

- Nossas consultas duram menos de 10 minutos, e eu não sinto muito aqueeeeela atençãozinha que eu gostaria, sabe?!

- Até hoje NADA  foi falado sobre o parto, a não ser na primeira consulta de pré-natal onde ela disse que quem escolheria a forma do parto era eu, mais ninguém. Que ela só não me daria opção se o bebê estivesse sentado ou a cima do peso. PONTO FINAL!

Agora eu me pergunto. Eu estou muito emocional? É frescurinha minha querer que ela me dê mais atençãozinha? É normal esse tio de atendimento? Ai céus... Será que devo procurar outra GO a essa altura do campeonato? Estou numa dúvida cruel e realmente agradeceria a ajuda de vocês. Muito muito mesmo.

Ultrason e preparativos para o chá da Raquel


E a ultrason de 28 semanas foi um sucesso. Raquel foi uma fofa o tempo todo e nos deixou orgulhosos.
É uma bebezona. 1,458kg com previsão de engordar 200g por semana a partir de agora, 38cm de graça e bocejando bastante, colocando a mãozinha no rosto, o rosto na placenta, mãozinha na boca... foi um show! Quando bocejava se jogava pra trás, algumas vezes jogava colocava a língua pra fora, era uma preguiça só. A previsão é de que ela chegue a 4kg, diz a médica ser um bebê Johnson, e eu morri de medo do parto pela primeira vez hahahaha!!!

Deu pra notar o quanto eu to apaixonada? Estou num estado de graça, assim, meio boba, meio besta, meio lesada... Tudo junto e misturado. Ela faz a festa dentro da barriga e eu paro tudo o que estou fazendo pra assistir! Nesse exato momento parei de escrever umas 10 vezes só pra ver como ela tá agitada do lado direito, que é onde está a cabeça já pra baixo. Daí eu paro, aliso, canto pra ela, aliso de novo e ela acalma. Eu volto a escrever, ela volta a fazer as estripulias e eu volto a alisar, a cantar e assim ficamos o dia quase todo. À noite, quando estou relaxada, ela aumenta a rotação e entra em estado de frenesi, principalmente quando o pai está por perto e fala com ela. É incrível como ela pára, observa ele falar e quando ele fica quieto ela se mexe como se estivesse reclamando. É uma puxa do pai já, né?!

Enfim, é muito amor e eu estou cada dia mais apaixonada. Ela reage à músicas e à sons altos. Reage tbm ao toque e ao som da nossa voz, isso é tão mágico!

Agora estou a todo vapor nos preparativos do chá e do quarto dela. Na verdade na organização geral da casa, né?! Por que para arrumar o quarto dela algumas coisas precisam ser organizadas na casa. O quartinho já está pintado e com o guarda-roupas e a cômoda dentro, descobri que o espaço ficará apertado, mas estamos ajustando tudo para um melhor funcionamento da coisa. Minha mãe fará a cortina, aliás, essa vovó está uma loucura com tanta coisa que tem feito pra Raquel. É edredon, são vestidos e mais vestidos, são lençóis, fronhas, fraldas, cada coisa mais linda que a outra. Quando chegar tudo aqui vou fotografar pra mostrar pra vocês. Quanto ao chá, vais ser tudo muito simples. A avó paterna e a tia-avó paterna estão ajudando em tudo. O objetivo é gastar pouco e ganhar muitas fraldas hehehehe. Então teremos tortas doces e salgadas, sanduiches, cachorro quente, doces de copinho, cupcakes feitos pela minha irmã, chá, refrigerante, coisas simples, tudo feito por nós para que nada saia muito caro. A decoração será com os passarinhos que estou fazendo pro quarto dela e pra lembrança maternidade. A lembrancinha do chá vai ser um cartão em scrapbook que uma amiga bem querida está fazendo de roupinha  de bebê. Cada coisa mais linda que a outra!!!

Vou falar pra vocês meninas, estamos ganhando tanta coisa que está uma loucura!! Eu quase não gastei com nada até hoje com o enxoval da Raquel. Ganhei muita, mas muita roupa mesmo!!! Comprei a bolsa dela do jeito que eu queria, mas tinha ganhado umas 2 e uma amiga me emprestou outra, mas a bolsa eu queria que fosse do jeito que eu queria, sem muita frescurinha, afinal é uma coisa que eu vou usar, não ela. Rsrsrs Mas do resto?! Nossa, muita gente nos dando coisas e se importando, sabe?! É muito bom nos sentirmos tão queridos.

Bom, as novas são essas por hora, tem mais coisa pra falar, tanta coisa pra mostrar... depois atualizo com fotos. A barriga cada vez maior e pesada, mas eu cada vez mais apaixonada e menos ansiosa pro parto hahaha.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

E a gripe me pegou!

Mas que diabos é isso? Gripe, a essa altura? Ha váaaaa!

E não é uma gripezinha de nada não, é daquelas que te deixa quebrada, com olhos pequenos e lacrimejando o tempo todo, muita corisa a ponto de teus guardanapos virarem uma toalhinha de tanto ranho que sai de ti. Espirros? Múltiplos. Tosse? Fraquinha, mas presente. Dores no corpo e na cabeça? PRESENTE!

Por falar em presente? Qual a boa do fim de semana? Fotografar um casamento no civil hoje e a cerimônia amanhã. Lindo, não?!

O que eu quero mais? Só me deixa tranquila por que eu vi minha pequena quarta e ela está linda e fofa.

Depois volto com as novidades por que eu já estou saindo pra ir fotografar no cartório. Grávida sofre! Isso é um acato ao pudor! Grávidas não deveriam gripas, jamais!! Já não basta a barriga e as dorezinhas generalizadas?

Enfim... volto depois com novas da Raquel gordinha.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

É um mexe que mexe, é um bole que bole...

Tá, não vou dar desculpa nenhuma... Tô aqui agora, e aí, tudo bem?! rsrsrs

Raquel está cada dia mais uma fofa. Quarta vamos ter uma ultrason e ver esse relógio alí do lado dizendo que faltam apenas 82 dias me dá um frio na espinha, uma ansiedade e um medinho gostoso. Vou ser uma boa mãe? Vou dar conta? Vamos conseguir nos entender? Eu e ela, ela e eu....

A pequena é uma puxa sacos do pai, não pode ouvir a voz dele que se assanha toda e pipoca na barriga. Já tô vendo, vou ficar de lado, vou ser um mero objeto de alimentação huahauhauahua Ok, dramas a parte, eu tô adorando!

Cada dia é uma coisa diferente, ela chuta ou dá cabeça ou seriam socos? Cada dia em um lugar diferente, a sinto mais a cima, mais embaixo... nas extremidades da barrigada que eu achava que ela nem alcançava... E ela reclama, dá pra acreditar nisso? Reclama de uma posição que eu fique e ela não gosta, reclama de luz, de música, fala sério!! Nem nasceu e já me dominou desse jeito???

É muito amor!

Estamos com 28 semanas e 2 dias... A barriga começa a pesar e me sinto mais cansada com mais freqüência também, porém a hidroginástica tem sido uma salvação na minha vida, acreditam que me pesei hoje e já fazem mais de 15 dias que fui à GO e não engordei nadica de nada? Coisa mais linda!! Devo até ter emagracido, mas não estou me privando de exatamente NADA! Só o pão branco que eu parei totalmente (de vez em nunca dou uma fugidinha, mas não conta pra ninguém). Mas nem chocolate, nem macarrão, nada saiu do cardápio e estou muito feliz, obrigada! hehehe

Bom, novidades por hora... só essas.

E o dia dos namorados de vocês? Vai ser tão romântico quanto o meu? Tipo: Trabalho, hidroginástica, casa e cama? rsrsrs Tá fogo!

Beijos

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Um susto da dona Pipoca

E hoje a dona Pipoca decide nos dar um susto!!

Desde ontem que eu não sentia o mexe mexe regular que ela sempre faz, as piruetas, as pontadas, os pontapés... Todas essas coisas que deixa o coração de uma mãe de primeira(segunda, terceira, vigésima!!!) viagem bem mais tranquilo.

Raquel mexeu ontem o dia todo como o de costume, mas no início da noite parou, simplesmente parou, do nada. Nada me aconteceu, não tive nenhum aborrecimento ou qualquer coisa diferente na minha alimentação ou rotina. pelo contrário, com a greve de ônibus na cidade desde segunda, tava na mais santa paz e calmaria em casa. Mas tudo bem, ela estava descansando, certo?!

Mas quando fui deitar ela não fez a festa que sempre faz, ela não pulou, não me cutucou freneticamente como sempre faz, nada, simplesmente nada.

Dormi, eu, ela e o papai. O marido ficou um pouco preocupado, mas o tranquilizei que podia ser normal, que só era pra se preocupar se passasse de 24h, era o que falava o cartão de pré-natal.

Pois bem, dia seguinte? NADA! Na verdade, não é que não foi nada... senti umas leves movimentações, muito raramente na parte do baixo ventre. Seria ela mesmo? Seriam gases? Ó céus... Comecei a me preocupar... Marido ligando a cada hora pra saber notícias da pequena e eu sempre respondia que estava na mesma. Ele já tava no ponto de ir me buscar e me levar arrastada pra alguma maternidade.

Quando saí do trabalho decidi que iria no posto ao lado da minha casa. Lá tem uma enfermeira que eu amo e que sempre me tratou super bem e acompanhou o caso do meu aborto em 2009. Ela saberia me dar atenção e não me trataria como uma neurótica.

Pois bem, cheguei lá já com as lágrimas nos olhos. Ela não podia me atender mas me encaminhou pras estagiárias. Céus, que 5 minutos mais infernais!!! As meninas não conseguiam achar o coraçãozinho da Raquel, acharam o cordão umbilical, parabéns, mas coração que é bom? Nada!

Até que chamaram a minha enfermeira. Quase pulei daquela maca e agarrei ela pra achar o coração da minha filha!! E eis que ela conseguiu com muita facilidade. Dona Raquel estava toda linda e fofa, bem fortona, com seus 129 bpm, cheia de graça ainda, fugindo do sonar.

Gente, o melhor som do mundooooo!!!

Eu tenho um monte de coisas pra contar desse tempo que fiquei sem escrever, mas hoje eu precisava desabafar. Raquel nos deu um susto, mas juro que não vou coloca-la de castigo como pensei em fazer depois que ela nascer hauhauahauhaua.

Beijos aliviados.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Diabete Gestacional???

Não!!!

Isso mesmo, sexta fiz o tão temido exame de glicose e veja bem, foi bem gostoso até, tudo geladinho hahahaha. Descansei por uma hora, bem tranquila e se não fosse por um velhinho puxando conversa o tempo todo, eu teria dormido lindamente. Mas tudo bem. Hoje fui na GO e tanram! Tudo lindo!!!

Comecei a hidroginástica, aquele trem é bom demais, sô. Tá louco, adorei!! Minhas dores nas costas tomaram doril, minha disposição melhorou, só tenho sentido uma dor de ligamentos embaixo da pança, mas a médica já disse que é normal pelos exercícios que eu não estava acostumada a fazer e que a hidro vai tratar de ajudar nisso também.

Mas só temos isso de novidades, Silvio? Oi, não! Temos mais novidades muito boas!!

Ontem chegaram a cômoda linda e maravilhosa e o guarda-roupa da dona Raquel!! Isso mesmo, estamos babando nos móveis. O berço vai demorar um pouquinho ainda, mas nem me importo, já que com os móveis na área de serviço, o marido arregaçou as mangas e já tratou de ir procurar a massa e a tinta pra pintar e deixar tudo arrumadinho pra colocar os móveis. Isso ae, Lombardi, o marido se mexendo!!

E temos mais novidades? Sim!! Por falar em marido, ontem estávamos conversando no sofá, que também está com os dias contados, na minha lista negra, hunf, e a pipoquinha estava quietinha. Comecei a conversar com ela e dizer que estava com saudades. A menina me deu um chutaço, vocês não têm noção, naqueles da barriga pular. Daí coloquei a mão do marido em cima e ele sentiu um segundo chutaço e ficou maravilhado e assustado ao mesmo tempo, ficou preocupado dela não estar me machucando. Não é um fofo? Posso com uma coisa dessas?

Mais novidades? Tenho, mas deixa pra um novo post, quem sabe com fotos?

Meninas, obrigada!! O dia das mães foi ótimo, todo mundo dando os parabéns, o marido desligado como sempre, só lembrou de me dar os parabéns quando estava no meio do dia já, hahahaha, tudo bem, ele me paga ano que vem, espero.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Blogagem Coletiva: O que eu realmente gostaria de ganhar no dia das mães




Essa é uma pergunta interessante já que eu inda estou esperando a Raquel. Será que eu tenho direito a um dia das mães propriamente dito? Será que eu tenho direito a um presente? Será que eu já tenho direito de receber um beijo e um abraço desejando feliz dia das mães?

Eu já me sinto mãe, na verdade, acredito que toda mulher tem um pouco de mãe em si, mas sentir a Raquel mexendo, pulando, dando cambalhotas dentro de mim me faz sentir mais isso. Então me pergunto, nesse momento, teria um presente que eu gostaria de pedir? Sim, tem.

Queria pedir que a Raquel continue pulando, queria pedir que ela continue crescendo forte e saudável e que minhas dores nas costas acabassem (tudo bem, sei que isso é ilusão da minha parte), mas a cima de tudo, queria pedir ela aqui, em meus braços, no tempo dela, da maneira dela.
Sou uma pessoa muito feliz nesse momento e realmente não poderia pedir mais nada. Se bem que receber uma surpresa do marido no domingo de manhã seria lindo e formidável, mas não sou tão otimista assim. hahahaha

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Um ensaio, uma formatura, muitas emoções!

 




É isso ae, a fotógrafa na frente das lentes.
Sexta passada, dia 04/05 fui fazer um favor a uma amiga muito querida. A Renata Cechinel. Se alguém acha que esse nome   não é estranho, é provável já tê-lo lido em algum blog de moda. A Rê é uma dessas pessoas que é parceira e amiga pras horas boas e ruins. Já a fotografei inúuuumeras vezes, a gente até tem uma brincadeira de RC por RC, Renata Cechinel por Raphaela Cavalheiro. Mas a fashionista precisava de uma grávida pra aula de fotografia social e lá fui eu posar pra ela.

A gente riu tanto e o resultado ficou tão mágico... Seguem algumas das fotos que ela editou. O que vocês acharam? Eu adorei! Achei tão lúdica, tão sonhador... Super me identifiquei!

 
 



E nesse clima de festa e sonho, minha formatura chegou. Ontem, 08/05, me formei como tecnólogo em Fotografia e foi muito emocionante por vários motivos. Primeiro que foram dois anos de loucura na minha vida, tudo o que podia e o que não podia acontecer, parece que foram acumulados para acontecer nesses dois anos. Nunca trabalhei tanto como esses dois anos, nunca me alimentei tão mal como nesses dois anos, nunca fiquei tão estressada e ao mesmo tempo realizada como nesses dois anos. Foi um mix de realização e inferno na Terra, mas foi muito bom!! Se valeu à pena? Valeu a galinha inteira! E ontem, receber o carinho dos amigos que fiz, todos amando e esperando a minha pequena por saberem o quanto ela era esperada e desejada, ouvi-los gritar Raquel quando fui pegar o canudo, ouvir o hino nacional que sempre me emocionava nas formaturas que fotografava ou ia assistir, dessa vez emocionar por estar sendo tocado por minha causa, por respeito à solenidade que seria feita por minha causa. Foi demais. Foi maravilhoso, foi muito especial! Muito especial passar por tudo isso com a Raquel no ventre e o marido há 3 fileiras de cadeira tirando milhões de fotos todo orgulhoso. Foi mágico, foi lindo, foi inesquecível.

Foram 2 anos muito difíceis, muito mesmo, não teria conseguido sem a ajuda do marido, minha irmã e dos colegas que muitas vezes me carregaram em alguns trabalhos por eu não ter forças ou tempo para fazê-los. Hoje me arrependo por não ter me dedicado mais, mas sei que fiz da maneira que conseguia e foi no tempo certo, hoje não teria mais o pique de fazer tudo o que fiz com o tempo que tinha. Foi exaustivo, mas foi lindo.






 



Detalhe para minha cara! hauhauahua Morri!


Me sentindo linda com 23 semanas rsrsrs e uma amigona! Aline Silveira

quinta-feira, 3 de maio de 2012

120 dias...

Faltam exatamente 120 para a data prevista do nascimento da Raquel. E o que tem acontecido nesses dias? Parece que baixou o meu inferno astral com tudo!

Feriado dos infa, tá doido! Cadê aquela coisa de descansar, ficar quietinha e relaxar? Nada, só azucrinação, inferno astral mesmo.
Eu sei que a gente fica com os hormônios à flor da pele, mas isso tá me cansando, alguém sabe algum exercício para diminuir isso? Fazer com que as coisas pareçam menores? Por que tudo parece tão maior quando a gente tá nesse estado, me diz, alguém pode me dizer, por favor????

Mas enfim... Vai dar tudo certo.. 120 dias para a minha pequena estar aqui comigo. Ela tem pulado tanto e tem sido tão bom que eu sei que vou sentir saudade disso. Mas tem tanto o que fazer ainda... Ó céus, vou ficar doida! É um conflito de sentimentos, que loucura é essa??? Alguém me acompanha? Ou eu tô pirando na batatinha sozinha?

Alow? Anybody?? ALOKA!

sábado, 28 de abril de 2012

Raquel e suas fofuras, Raphaela e suas gorduras


Eu estou tão feliz que nem consigo caber me mim. Minha pequena mexe cada dia mais, faz uma festa dentro da mamãe e até o papai já sentiu. Eu me sinto uma abobalhada a cada mexida, uma loucura! Imagina quando ela estiver aqui, cada mergulho um flash da pipoca...

Então quinta fomos finalmente fazer a morfológica do segundo trimestre. Eu estava muito ansiosa, não via a hora de vê-la novamente e saber como ela estava, como estavam suas medidas, se estava recebendo nutrientes suficientes... essas coisas que já conversamos aqui.

Fomos lá, um dia chuvoso. Chegamos atrasado, mas não tinha problema, a médica também estava, ainda estava na paciente anterior a mim e tudo bem. Minha irmão foi junto conosco, não sei quem estava mais ansiosa rsrsrs.

Quando fomos chamados, lá estava dona Raquel, tranquila como sempre, bem na dela. A médica balançava a barriga pra ela poder se mexer, pra medir e examinar os órgãos e nada, ela bem de boa. Tô vendo que essa vai ser uma come e dorme das boas hahahaha. Era incrível, o tempo todo com uma das mãos no rosto, a mesma mana que eu tenho. Será?! A mãozona de pianista, mas delicada igual das tias maternas. O pézão com o segundo dedo maior do que o dedão, igual ao da tia paterna. Foi uma loucura reconhecer cada coisa, vê-la fazer fofísses, se virar, se esticar, e sempre sugando. Gente, incrível, alíngua não parava o exame todo!!! Ela bocejou cheia de graça, engolia líquido aminiótico como se estivesse comento alguma coisa e mastigando... E sempre com a língua como se estivesse sugando alguma coisa, mesmo com a boca fechada. Acho que tenho que providenciar uma chupeta logo pra ela. hahahaha

Mas enfim, Raquel está super bem, com 29cm, 480g, a médica disse que ela será uma bebê comprida, quando nascer terá um peso bom, mas terá a aparência de magra por ser compridona. O pai ficou todo orgulhoso, disse que ela vai ser jogadora de basquete. Ó céus... Sai dessa, ela vai ser bailarinaaaa!! HAUhUAhUhauAHuA Pena que ela que vai decidir... tsc tsc rsrs

Quanto a mim... Se preparem para a bomba!!!

Fui na consulta com a GO achando que levaria uma boa bronca, tinha certeza que tinha engordado mais do que o tão recomendado 1kg. Tudo bem com os exames, muito bem dona Rapha, eis a conversa:

- Você está ótima menina!
- Mas doutora, as dores nas costas e na perna direita está cada vez pior, não sei o que faço.
- Você deve tentar a hidroginástica, vai te ajudar muito com as dores e com o parto.
- Ok, esse mês não deu pra começar, mas maio... vai ser meu mês!!
- Isso ae! Vamos te pesar...
(uma pausa para eu ir até o biombo, tirar a sapatilha e chegar à tão temida balança)
-Isso, agora sobre e olha pra frente
(eu pensando, por favor, não quero nem ver, não quero nem ver...)
Um silêncio constrangedor, séculos de espera até que...
- É, você precisa começar a fazer exercícios urgente... - A fada madrinha Simone falou num tom descontraído, porém com um toque de desaprovação que eu fui rapidinho procurar o por que.
- O que???? Eu engordei tudo isso num mês???? COMO ASSIM??? Não pode, deve estar quebrada essa balança. - Respondi descendo da maldita arma de tortura que me apontou exatos 5kg a mais do que na última visita!

É isso ae, 5 QUILOS!!!! Alguém me acode? Alguém me acorda desse pesadelo????? Eu engordei nesse mês mais do que engordei nos meses anteriores JUNTOS! E agora JOSÉ???

Receitinha? Fechar a boquinha.

A médica disse que esse mês preciso engordar nada, na verdade se eu perder vai ser ótimo, por que a Raquel está ótima e não vai perder peso, apenas seria eu. Que eu preciso cuidar de cortar os doces e carboidratos ou não vou aguentar até o final da gravidez e ainda surge o tão malvado risco de diabetes gestacional. Por isso minhas dores nas costas só pioram, por isso tenho me sentido mais devagar, meus joelhos reclamam e quase nada mais entra, fala sérioooo!! Já engordei quase tudo o que tinha de engordar na gravidez toda em um ÚNICO mês!!

Ainda bem que ninguém me deu bronca, eu estou me dando sozinha, que situação, fiquei bem decepcionada comigo mesma, mas já cortei minhas guloseimas e coloquei a consciência pra funcionar. Eu enfiei mesmo o pé na jaca em abril, foi uma espécie de libertação e entrega às bobagens, mas isso vai mudar, ou melhor, já está mudando.

Alguém tem algum tipo de dieta bem balanceada pra grávidas gulosas e loucas por doces?

Beijos fofos... seria cômico se não fosse trágico!

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Um amor que nem cabe no sonho

Hoje eu sonhei com a Raquel.

Foi incrível como estou passando o dia cheia de ansiedade por causa desse sonho. Vi minha pequena fofa, mas ela era tão gorda, tão gorda que era um sacrifício segurá-la! HAUhaUAHUahua Coitada, tão pequenininha e já está obesa no sonho.

No sonho eu a amamentava, mas ela parecia não precisar se alimentar com tanta frequência quanto um bebê precisa. Eu estranhava por que meu seio meio que murchava. Céus, eu ficava desesperada e começava a apertar pra ele ficar grande de novo huahauahuahau Quanta loucura num sonho só.

Mas tudo isso reflete as preocupações que eu tenho tido ultimamente. Aleitamento materno, diabete gestacional, obesidade infantil. Todos assuntos que eu tenho lido e pesquisado um pouco nos último dias. E a minha alimentação tem me preocupado um pouco. Será que ela tem recebido os nutrientes necessários? Será que estou comendo carboidratos demais a ponto dela nascer obesa? Tranqueiras da cabeça de uma grávida na véspera da sua morfológica, vocês entendem, né?!

Aliás, por falar em entender... Obrigada pelo apoio, meninas. Realmente tem momentos em que eu fico me olhando e vendo onde eu arredondei mais. (ALOKA) Mas de dois dias pra cá eu coloquei na minha cabeça que eu tenho que curtir minha gravidez sem neuras, que meu corpo não é e nunca mais será o mesmo e fui eu que desejei isso por muito tempo, então segura a peteca besha, vai dá tudo certo!

Ai que ansiedade pra amanhã... Na sexta venho contar as novas da Dona Raquel e o que a GO me proibiu de comer huahauahauhau Otimismo em alta!

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Grávidas de novelas? Juuuura!!


Só quem nunca engravidou mesmo para acreditar nessas grávidas de novela. Acreditar que a única coisa que irá mudar em seu corpo será o crescimento de uma bela, redonda e perfeita barrigona. Acreditar que o seu quadril 38 continuará 38 pelo resto da gravidez, que suas roupas servirão, você só precisa deixar elas com o botão desabotoado com um cintinho e todos os problemas serão resolvidos. Acreditar que você engordará única e exclusivamente o peso mínimo que a sua médica sugeriu, afinal tudo o que você come vai direto pro bebê, certo?

ERRADO! Minha cara Raphaela de antes de engravidar, a vida de Poliana já está totalmente out. Acredite, aquele bolo de chocolate que você comeu? Pois bem, ele foi diretinho pra sua bunda! Aquela coxinha cheia de catupiry que você estava morrendo de vontade? Ela foi direto para a sua coxona! E assim a vida vai caminhando.

Quando via filmes com aquelas grávidas lindas, magérrimas, só com aquela protuberância na barriga, quadril estreito, bunda e coxas pequenas, eu pensava comigo mesma, vou ser assim quando engravidar. Ledo engano! Meu quadril foi a primeira coisa a alargar, seguida pelas minhas coxas e a minha bunda. Meu busto, aquela parte abaixo do peito onde a gente gosta de colocar um cintinho pra marcar um vestidinho, sabe? Pois bem, esse também alargou! Os cintos não abotoam mais como antigamente e até algumas batas com o punho mais apertadinho agora estão mais apertadões! Fala sério!! E estamos na metade da gestação, com 5kg a mais, talvez um pouco mais, vai saber...

Só por curiosidade fui procurar fotos de atrizes que fizeram grávidas formosíssimas nas novelas e depois engravidaram. Ora, vejam só. Não é que a Geovanna Antonelli engordou um bocado na gravidez de gêmeos que ela teve no passado? E vejam só mais uma vez, dona Carolina Dieckmann, 25kg!!! Sem falar da Camila Pitanga, Juliana Paes, tá, vou parar por aqui.

Mas quer saber? Não importa. Minhas roupas podem não dar mais em mim por um tempo, minhas calças 38 não entrarão mais por algum tempo, (espero que voltem a entrar), mas se esse é o preço a pagar para sentir a minha pequena mexendo dentro de mim, é o preço a pagar para poder vê-la a cada ultrason e depois ficar ansiosa para vê-la mais uma vez... Então que venham mais alguns quilos. Por que eu estou adorando! E quase nem ligando!!

E você? Sabe do que eu estou falando? Compartilha aqui comigo.
Beijos
Rapha

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Um monte de coisa e nada ao mesmo tempo...

E aí meninas, tudo certinho?
A fralda da discórdia está guardada no armário e só a verei quando for colocar na raquel, espero que não faça mal à minha pequena hahahaha. Mas estava olhando, gentem, comprei bem mais barata mesmo do que o preço normal dela... mas enfim.. deixa pra lá esse assunto que já virou história.

Então, a Raquel ganhou várias coisas. Foi só eu descobri que era menina que a enxurrada de coisas começou a cair, daí nesse feriado de Páscoa eu fui dar um confere pra ver o que temos mesmo, por que eu só via volume e imaginava que era bastante coisa, mas vou contar pra vocês, tenho coisas lindíssimas, fofíssimas, mas pouca coisa realmente útil pro dia-a-dia. Tudo bem, tudo bem, o que é caro eu tô ganhando, coisa boaaa!!!

Vou mostrar pra vocês o que tirei foto no feriado, por que depois que tirei foto ainda chegaram mais coisas, acreditam? E ainda tem mais coisa pra chegar, coisa boaaaa!! A Vovó paterna disse que vai dar um guarda roupas novo para ela, fez pouco caso do que eu estava me propondo a reformar e já sugeriu um novo destino pra ele. Bom, vou falar o quê? É como eu disse pro marido, "meu bem, o que nós falamos quando recebemos presente? Isso mesmo, a gente agradece e pronto."

Vejam as coisinhas da Raquel e me digam, não é demais esse mundo colorido feminino?

Todas as coisas juntas

Ok, esse era da mamãe hahaha

Deixa eu contar que isso era meu, minha mãe bordou quando estava grávida de mim e minhas irmãs tbm usaram...

Essa também e é meu conjuntinho preferido, não é lindo?!

Todos os lençoisinhos. Todos bordados por minha mãe antes de eu nascer. 16 no total!

Únicas peças que eu comprei... Desnaturada, será?

Mantas gostosinhas e lindas. Não preciso comprar nenhuma, ganhei mais 4!!

Essas são roupinhas pra ela usar quando nascer logo

A vovó materna pensa em tudo!

Vestidos e coisas fofos para usar tamanho M

Esse eu usei quando eu tinha 8 meses!

Para usar quando for maiorzinha, vestidos e mais vestidos!!

Esses dois eu tenho foto com eles com 1 ano. O vestido foi meu vestido do aniversário de 1 aninho! dado por minha avó paterna.

Agora me diz, tem como não se apaixonar? E ainda tem mais vestidos que depois fotografo e coloco aqui pra vocês verem. As fotos foram tiradas com uma câmera compacta, sabe como é.. Casa de ferreiro... hahahaha